quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

A luta contra a dengue no Riacho Fundo II



A falta de saneamento básico é um dos principais obstáculos na guerra contra o Aedes aegypti- mosquito que transmite o Zica Vírus, a dengue e a febre chikungnya. Esgotos a céu aberto e lixo acumulado são ótimos criadouros de mosquitos.

Segundo a Secretária de Saúde do DF, a capital federal registrou 1.430 casos suspeitos de dengue em 2016. Já o Riacho Fundo II não registrou nenhum caso em 2015 e apenas um este ano. O Administrador do Riacho Fundo II, Vicemar Medeiros, afirma que continuará trabalhando para conscientizar os moradores sobre o perigo de ser picado pelo inseto. "Vamos continuar em parceria com a população para não deixar o mosquito se proliferar. Por isso, faço um apelo para a comunidade amarrar bem o lixo, limpar as calhas, tampar os tonéis e caixas d’água, deixar garrafas sempre viradas e incentivar os seus vizinhos a fazer o mesmo", solicitou.

Não deixe água parada de qualquer objeto ou recipiente! Não existe outro meio de evitar a doença. Converse com a sua família, pois de 7 a 10 dias os ovos do Aedes aegypti presentes em água parada se transformam em mosquito adulto prontos para picar a próxima vítima.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Administrador visita o Caub I e II para ouvir moradores




Os moradores do CAUB II se reuniram, na manhã dessa terça-feira (2), com o administrador do Riacho Fundo II Vicemar Medeiros para discutir melhorias na região. Foram apresentadas questões de infraestrutura como por exemplo o asfaltamento. O administrador aproveitou o encontro para informar a conclusão das obras de recuperação da Via Vicinal que liga o CAUB I ao II. Outra ação realizada no local foi a operação tapa buraco que aconteceu na sexta-feira (29).
 
Vicemar Medeiros está percorrendo a região administrativa para fazer um levantamento das necessidades de obras e melhorias para garantir a qualidade de vida da população. Assim que os dados estiverem finalizados, serão encaminhados aos órgãos do governo para verificar a viabilidade de execução. “Estou atento aos anseios e prioridades da população, trabalhando sem cessar pela comunidade”, afirmou o administrador.

Últimas