quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Diga Não para violência escolas


A Violência nas escolas é uma preocupação de todos.  O ex- deputado distrital Evandro Garla foi o autor da Lei que institui as diretrizes para a promoção da área escolar de segurança. Dentre as propostas estão à definição de melhorias na iluminação pública, instalação de câmeras de segurança em parceria com o comércio local, pavimentação do local e dá outras providências. Pela lei, o poder público tem a obrigação de criar instrumentos que favoreçam a afirmação da escola como um ambiente natural de aprendizado.

Em muitas escolas o número de casos de violência é tão grande que o Batalhão Escolar da PM-DF tem que revistar os alunos na entrada da aula. Em média, o Batalhão, registra uma ocorrência por dia relacionado ao uso e trafico de drogas, roubo e até porte de armas de fogo. Além de inúmeras brigas entre estudantes.

Até os estudos da UNESCO, mostram que a violência nas escolas é preocupante. Os pesquisadores consideram que agressões, roubos, assaltos, estupros, depredações, armas e discriminação social são formas de violência.

Portanto, este evento é nacional e tem o intuito para que todo Brasil diga Não a violência dentro das escolas, ou seja, serve para conscientizar em relação ao respeito com o próximo. O SDN 2015 leva  essa mensagem de reflexão para o âmbito escolar. Por isso, convidamos professores e alunos para se mobilizarem pela paz no DF.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Julio Cesar promove debate sobre acessibilidade no DF



Por iniciativa do deputado distrital Julio Cesar (PRB-DF), a Câmara Legislativa do Distrito Federal promoveu na última sexta-feira (16) uma audiência pública para debater os problemas de acessibilidade com foco no transporte coletivo do DF. 

Na ocasião, foi formalizado um documento com as demandas expostas a serem encaminhadas ao Executivo local. “A acessibilidade é um direito de todos. É essa noção de incapacidade e inferioridade que deve ser substituída por uma visão de igualdade e humanidade. Estou certo de que precisamos mudar a visão em relação ao nosso semelhante. Acredito que a acessibilidade é um desafio para todas as pessoas com deficiência em todo o país, mas juntos vamos buscar mecanismos para que mais políticas públicas sejam implementadas”, destacou Julio Cesar.

A presidente da União das Pessoas com Deficiência (UPCD), Larissa Alves, declarou que o debate começou diferente por conta do documento enviado ao governador de Brasília sobre os direitos que norteiam o cidadão com deficiência física.  “Nós temos esperança de que algo mude de fato, pois a dificuldade do cadeirante em sair de casa e se locomover é muito grande, principalmente, por causa dos ônibus que passam e não respeitam os deficientes”, ressaltou.

O deficiente visual Charles Jatobá, que faz parte da Associação Brasileira dos Deficientes Visuais (ABDV), enfatizou a importância do debate. “Me sinto privilegiado porque um espaço foi aberto para ouvir as nossas demandas e isso quase não acontece. Este dia tem um valor inestimável para cada um, pois sabemos que são as autoridades que têm o compromisso para executar as leis. E, ao invés deles estarem decidindo por nós, estão nos ouvindo”, apontou.

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Julio Cesar busca fortalecimento do futebol americano no Distrito Federal

julio-cesar-prb-futebol-americano-foto2-ascom-15-10-2015
Julio Cesar defendeu que a modalidade tem conquistado o coração do brasiliense e precisa de apoio do governo.



Brasília (DF) - O presidente da Frente Parlamentar do Esporte na Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado distrital Julio Cesar (PRB-DF), se reuniu na última quarta-feira (14) com o vice-governador, Renato Santana, a secretária do Esporte e Lazer do DF, Leila Barros (PRB), e representantes das Federações de Futebol Americano e de Futebol Tradicional e Rugby. O objetivo foi debater sobre a união das modalidades como promover jogos na cidade e discutir as reformas e adaptações nos estádios da capital federal.


Julio Cesar entende que o futebol americano tem movimentado positivamente a cidade, inclusive, levando mais torcida aos estádios do que o próprio futebol tradicional. “Essa modalidade se tornou mania em Brasília e tem conquistado várias torcidas. Quero que saibam que sempre estarei à disposição para alavancar o esporte em Brasília”, disse.


No final da reunião, Julio Cesar juntamente com Renato Santana e Leila Barros saíram em clima de harmonia, pois o boato de que os times não poderiam usar os estádios, não passou de um mal entendido.


História do futebol no DF



O futebol americano no Distrito Federal começou a se difundir há 10 anos. Atualmente, cinco times estão montados – Brasília V8, Brasília Alligators, Tubarões do Cerrado, Brasília Templários e Leões de Judá – além de outros três em formação.

Texto: Geysa Albuquerque / Ascom – deputado distrital Julio CesarEdição: Agência PRB Nacional de Notícias
Foto: Jessé Vieira

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

O Brasil e os remédios falsificados



De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), um quinto dos medicamentos comercializados no país são ilegais. Os remédios  vêm do Paraguai, China e índia e alimentam um mercado milionário. Segundo o documento a estimativa é que se vendam vinte medicamentos falsos a cada lote de 100. 

Eles são vendidos em feira, internet e inclusive nas farmácias. As consequências das ações da pirataria são terríveis, ou seja, já mataram cerca de 700 mil pessoas no mundo em 2014.


quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Projeto de Lei incentiva divulgação do Disque 100



O abuso e a exploração sexual contra crianças e adolescentes é mais comum do que se possa imaginar. Diante disso, o deputado Julio Cesar (PRB-DF) deu entrada na preposição que tem o intuito de incluir no ordenamento jurídico do DF a obrigação de divulgar o Disque Denúncia, o Disque 100 , em eventos com mais de 10 mil pessoas, que tenham tela de pr
ojeção para que o número seja inserido várias vezes ao longo do evento.
A ideia surgiu a partir de várias sugestões que o parlamentar recebeu em seu gabinete de cidadãos que frequentam esses tipos de eventos, e acreditam que os telões podem ser usados também para prestação de serviço para a sociedade, pois facilitam a visualização, atendendo um número significativo de pessoas.
Para o parlamentar é necessário divulgar mais esse serviço, pois no Distrito Federal é comum a constatação de que crianças e adolescentes têm sido vítimas de violência sexual “ É uma realidade que não podemos ignorar. Segundo o Ministério da Saúde, a cada dia pelo menos 20 crianças de zero a nove anos são atendidas em hospitais brasileiros que integram o Sistema Único de Saúde. Diante disso é necessário fomentar a divulgação de canais de denúncias como forma de romper a cultura do silêncio, uma vez que os diversos atos de violência sexual cometidos contra as crianças e adolescentes não são denunciados”, explicou.

Saiba mais:

O Disque 100 é um canal de denúncia vinculado à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República que recebe denúncias de violações de Direitos. Além disso, tem se consolidado como um importante instrumento de dados estatísticos sobre violações de Direitos Humanos, por sua natureza de instância de diálogo e registro de manifestações da população. Trata-se de um canal de comunicação da sociedade civil com o poder público, que possibilita conhecer e avaliar a dimensão da violência contra os direitos humanos e o sistema de proteção, bem como orientar a elaboração de políticas públicas.

• Envio de mensagem para o e-mail disquedenuncia@sdh.gov.br;
• Pornografia na internet através do portalwww.disque100.gov.br
• Ligação internacional. Fora do Brasil através do número +55 61 3212.8400

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Lula diz: Calma Dilma!




Durante o almoço no Palácio da Alvorada, o ex-presidente Lula aconselhou Dilma a ter cuidado nas conversas com políticos do Congresso. De acordo com interlocutores, a Presidente precisa conversar com representantes da Câmara, Senado e com movimentos sociais.A principal preocupação é com as pastas de Direitos Humanos, Mulheres e Igualdade Racial, que devem ser unificadas.

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Juventude & Drogas




O Brasil está entre os países com o maior número de usuários de drogas. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), 1,75 por cento dos brasileiros consomem cocaína- porcentagem três vezes maior que a média mundial 0,4%.

Em junho deste ano, o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) revelou, por meio de estudo, que o Brasil se tornou durante a última década, o maior centro de distribuição de cocaína do mundo.

O Anuário Brasileiro de Segurança de 2014, por sua vez, mostra que 20% dos encarcerados encontram-se presos por tráfico, mostrando uma sobrecarga do sistema prisional por delitos relacionados a drogas, ocorrendo com maior intensidade sobre jovens em situação vulnerável.


Para o deputado Julio Cesar é preciso promover políticas públicas que possam atrair jovens para o esporte, lazer e educação. “O debate em torno da reeducação de punição dos jovens envolvidos em crimes com drogas é um destaque na sociedade. Não podemos pensar em construir mais cadeias, mas podemos construir mais escolas com uma melhor infra-estrutura. É fundamental incentivar o jovem a procurar um novo caminho que se desvie das drogas e da marginalidade”, afirma.

sábado, 8 de agosto de 2015

Riacho Fundo II sedia o 3º Campeonato Brasileiro de Quadrilhas Juninas 2015.



A Administração Regional do Riacho Fundo II em parceria com a Confederação Nacional de Quadrilhas e grupos folclóricos do Brasil (CONAQJ), promoveu nessa sexta-feira (7) a abertura do Campeonato Brasileiro de Quadrilhas Juninas 2015.  O encontro reúne os 23 Estados e o Distrito Federal em um espetáculo de cores e ritmos. É a maior competição junina do país em Brasília, aonde escolherá a melhor quadrilha do Brasil. 


Para o Administrador do Riacho Fundo II, Vicemar Medeiros,  o objetivo é organizar e promover o desenvolvimento da cultura por meio do CAMPEONATO BRASILEIRO DE QUADRILHAS JUNINAS.  "E disponibilizar um ambiente de auto- estima e a cidadania dos grupos étnico-culturais, e de toda população, despertando o sentimento de pertencimento e conscientizando da existência de uma identidade cultural. ", ressaltou



O Presidente da Confederação Nacional de Quadrilhas Juninas e Grupos Folclóricos (CONAQJ), Michael Herry, enfatizou que a competição visa  resgatar a cultura popular. "Proporcionar a comunidade e a todos os visitantes, apresentações de Quadrilhas Juninas de todo Brasil em um grande evento junino, bem como a apreciação de comidas típicas, artesanato, shows e consequentemente maior conhecimento da cultura popular regional", destacou.

O Brasil  possui características que lhes são peculiares, por isso se tornou detentor natural das manifestações próprias do ciclo junino. Em diversos estados, não muito diferente dessa realidade traz nos festejos populares um misto de tradição e modernidade. Além de concurso Festival Centro Oeste, apresentação regional, além de grupos folclóricos, é um evento para toda a família.



segunda-feira, 27 de julho de 2015

O impacto das novas tecnologias



Nos últimos anos, a internet está se transformando em uma das principais ferramentas da comunicação. O jornalismo digital tem mudando a rotina de vários profissionais antigos que estão se esforçando para se adaptar às novas mídias e as tecnologias.

As modernas ferramentas da comunicação online como: blogs, podcasts, wiki e Twinter estão contribuindo para a agilidade e o acesso ás informações e a interação social em todos os sentidos. A população não depende mais do velho jornal impresso extenso para se manter informada.  E nem para emitir suas opiniões sobre os acontecimentos corriqueiros. Pelo contrário, todos têm agora acesso gratuito a  um “leque de opções” áudios-visuais.

Os jornalistas mais antigos sofrem com a difícil realidade das adaptações, pois de repente e de forma abrupta tiveram que interagir com outros profissionais e utilizar novas ferramentas para realizar o seu trabalho. Porém, as novas mídias dão oportunidades para aumentar o contato virtual com outros jornalistas, mas isso somente acontece quando existe disponibilidade  de integração aos meios de comunicação.

A maior parte dos jornalistas acredita que esta transformação online é positiva, pois traz conseqüências para todos os profissionais envolvidos na prática jornalística, ou seja,  a industria de notícias na WEB se estendeu e agora exige a qualificação e o aperfeiçoamento da imprensa.  Além disso, as fontes serão muito importantes na troca experiências e informações por meio da internet.

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Homenagem aos 30 anos da Universal


Eu era apenas uma criança, mas já sofria com bullying na escola e com a discriminação social. Lembro que o sofrimento tomava conta da minha infância, por causa de uma doença na pele que os médicos não descobriam a causa.

Um dia, aquele história de preconceito e complexo de inferioridade mudaram.Tudo depois que fui recebida por pastores e obreiros que lutaram pela minha cura e libertação, na Igreja Universal. 

Encontrei uma família de fé que me amou desde de o primeiro dia que me conheceu. Embora, eu não compreendesse o motivo pelo qual eles gostavam tanto de mim, me rendi aos conselhos daqueles homens e mulheres que usavam a palavra de Deus com convicção; e me diziam que eu havia nascido para vencer.

Há exatamente 19 anos, tenho privilégio de fazer parte da família Universal. Hoje, além de compreender esse amor puro que só encontrei na IURD,procuro exalar o perfume universal.

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Curso capacita profissionais e atletas de ginástica






A Secretaria do Esporte e Lazer do DF em parceria com a Federação Brasiliense de Ginástica deu início ao curso de capacitação para alunos de educação física e profissionais de ginásticas artística e acrobática. O objetivo é preparar o maior número de profissionais das modalidades tanto para as Olimpíadas do próximo ano. 

O presidente da Federação Brasiliense de Ginástica, Marco Antônio Martins, explica que a realização do curso “tem o intuito de antecipar aulas para que possa existir uma melhor preparação dos profissionais”. 

O aluno e preparador físico Chris Sandi está participando pela primeira vez e ressalta a importância da ideia.  "Além de mesclar atletas que estão começando com outros profissionais, o curso dá a oportunidade de aprender a teoria e já colocar em prática as abordagens que foram estudadas”, disse. 
O curso acontece todas as segundas-feiras e está dividido em três módulos: básico, aparelhos e ginástica acrobática.  Ao todo serão ministradas 20 aulas.

Crise econômica afeta o Brasil drasticamente



O cenário atual brasileiro mostra a terrível crise econômica que o país enfrenta. A dificuldade de arrecadação está levando governos estaduais a cortarem cada vez mais os investimentos para este ano. Existem obras inacabadas, adiamentos de projetos e atrasos em pagamentos de serviços, em todo o Brasil.

Na Capital Federal, a crise econômica e a transição de governo nos mostra como é complexo administrar uma cidade e ter que cortar velhos hábitos, defendendo uma política séria, com ética e transparência.

De acordo com o Jornal Folha de São Paulo, levantamentos revelam que o volume de investimentos nos 26 estados e no Distrito Federal caiu de r$11,3 bilhões nos quatro primeiros meses de 2014 (valor corrigido pela inflação) para R$ 6,2 bilhões no mesmo período de 2015, uma queda de 46%.


Segundo a reportagem, os dados foram retirados de balanços financeiros divulgados pelos governos.

terça-feira, 26 de maio de 2015

Dia do Desafio

Dia 27/05/2015, de 9h às 14h, na praça central da Etapa A, em Valparaíso de Goiás

A dor do luto é inevitável




Todo luto é doloroso, principalmente em mortes súbitas. Até quando uma pessoa fica doente por um longo período e morre, o sentimento é de extrema impotência. As consequências de quem perde alguém são muitas, desde a raiva, culpa, abandono, rejeição, inconformismo e etc, inúmeras sensações podem ser descritas. A morte é inevitável para qualquer um. E certamente quem passa pelo processo da perda precisa de um amparo seja de profissionais da saúde, família, amigos e de Deus exclusivamente.

Recentemente, perdi pessoas queridas de forma abrupta. Nas primeiras semanas acreditei que aquela triste notícia seria um pesadelo. Às vezes senti culpa e refiz a cada instante toda a história que vivi com essas pessoas na minha cabeça.

A dor é inevitável, chorar e lembrar das pessoas que se foram a todo momento faz parte do processo do luto. Porém, confesso que a fé tem me ajudado a acabar com o vazio que ficou, tem me dado forças a cada dia. O exercício da fé sobrenatural é um apoio importante para suportar grandes perdas.
A minha fé tem me confortado e me acolhido nas horas mais difíceis da minha vida. Jesus nos deixou este belo ensinamento quando disse: “ Todavia, o meu justo viverá pela fé”. Hebreu 10:38.

Não está escrito que o justo viverá pelo amor, emoções, tristezas, alegrias, mas sim pela fé. Somente assim, as pessoas serão capazes de conquistar as promessas de Deus aqui na terra e obter a sua própria vida eterna.


terça-feira, 12 de maio de 2015

Centro Olímpico da Estrutural muda vida de ex-catador do lixão

Centro Olímpico da Estrutural muda vida de ex-catador do lixão

Essa é uma história de superação por meio do esporte. Aluno do Centro Olímpico e Paralímpico da Estrutural, Paulo Cardoso Vieira, tinha sete anos quando começou a trabalhar no lixão da cidade.
Aos 29 anos, perdeu a visão e a audição em virtude dos gases tóxicos e do excesso de barulho dos tratores.  Após algum tempo, Paulo ficou cego e com um déficit auditivo de 50% do ouvido direito. Após a perda da visão e parcial da audição, problemas como insônia, obesidade, irritabilidade e desmotivação com a vida começaram a angustiar diariamente a família.

Acompanhado pela esposa Carla Assis, ela contou que na época já não tinha mais esperança de ajudar o marido. “Eu sentia muito medo. Paulo dizia várias vezes que queria sumir porque há quatro anos vegetava em cima de uma cama, dependendo de mim e dos nossos filhos”, relatou.

A última tentativa da esposa para reverter o quadro do catador que se tornava cada dia mais crítico, foi procurar o Centro Olímpico e Paralímpico da Estrutural. Lá a família foi prontamente atendida e encaminhada para Coordenação de Pessoas com Deficiência Física.

Após passar por uma entrevista com psicólogos e testes de aptidão física, foi constatado pela equipe técnica que as modalidades de natação e atletismo seriam as melhores atividades indicadas para reverter o quadro do futuro aluno.

“Cheguei depressivo, sem condições de fazer absolutamente nada. Porém, os professores, com todo o carinho me incentivaram dizendo que eu tinha capacidade de superar os meus problemas. Hoje me sinto 100% saudável, agradeço a atenção dos professores do Centro que tanto me ajudaram a mudar de vida”, ressaltou.

Ao falar dos seus sonhos, Paulo se emociona e declara que pretende ser um grande atleta para ajudar a família. “Eu cheguei sem rumo. A depressão me consumiu em cima de uma cama por quatro anos. Quando cheguei no Centro Olímpico e Paralímpico tive o apoio dos professores e acreditei no que eles falavam, que eu poderia superar meus limites”. Paulo deixa ainda uma mensagem para aqueles que enfrentam dificuldades por causa da deficiência física:  “você também é capaz de enfrentar todos os seus desafios para ser feliz”, garante.

De acordo com a professora de atletismo da unidade, Hevélin Santana, Paulo tem condições reais de ser um grande atleta pelo excelente desempenho nas aulas de atletismo. “Além de ser um exemplo para sua família, ele é um motivador para todos os alunos e professores do Centro”, disse.

Após sete meses de atividades regulares, hoje Paulo tem seu sono regularizado, dorme normalmente no período noturno, emagreceu 12 kg está muito empolgado e treinando firme para que, na primeira oportunidade, possa participar de competições de natação e atletismo.

Centros Olímpicos e Paralímpicos

O programa Centros Olímpicos e Paralímpicos é desenvolvido pela Secretaria do Esporte e Lazer em onze cidades satélites do DF. Baseado na política pública de inclusão social por meio do esporte, tem o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida da comunidade atendida.

A proposta do programa oferece, prioritariamente, à crianças, adolescentes, adultos, idosos e pessoas com deficiência, alternativa diferente de vida usando atividades sócios-recreativas esportivas e de lazer, em que os valores como cooperação, solidariedade e auto-estima, propiciem enriquecimentos transformando assim as expressões da sua conduta.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Biografia do cantor Douglas Cabral - Parte 2


 Aos meus 21 anos,  quando cumpria mais uma agenda de show com o meu grupo de pagode, sofri um acidente automotivo à mais de 180 km/h. Graças a Deus, sem vítimas graves. Uma lembrança escrita para sempre em minha história como “O grande livramento de Deus e início do meu Chamado’’. Após o acidente decidi voltar para a Casa do meu Senhor de onde eu nunca deveria ter saído.

Em 2010, formamos a Banda Frequência Black, com o intuito de ganhar almas para o Reino de Deus através de letras e ritmo que expressem alegria e fé para todas as idades.

E um dos meus maiores sucessos foi o Karatê de Deus, inspirado no que eu passava no momento. Como diz no trecho: “As lutas estão imensas, eu não desisto, eu insisto e eu consigo porque eu sou mais que vencedor. Deus é bom e o diabo que não presta”.

O meu primeiro Show na FJU foi em uma Vigília realizada na Igreja que fica no Conic. Confesso que eu estava muito nervoso, mas foi uma ótima experiência que abriu portas para novos shows.

A maior dificuldade é a falta de patrocínios para a gravação do primeiro CD, isso atrapalha a carreira de qualquer banda.

A maioria dos integrantes da Frequência Black conheci no meio secular, já tocávamos em outras bandas seculares da cidade.

Quando sofri o acidente aos 21 anos, fiquei seis meses firme na Igreja Universal. Eu achava que estava preparado para evangelizar os meus amigos que não conheciam Jesus. Porém, ao invés de resgatá-los, eles me levaram para o “mundão” novamente.

Depois disto, eu cheguei na Universal sofrendo muito na vida espiritual, financeira e sentimental. E os integrantes da FJU do Sudoeste me convidaram para conhecer o projeto e ter um novo estilo de vida.

O que me admira na FJU é a construção de homens e mulheres de Deus tanto para o átrio como para o altar.


A melhor coisa que aconteceu na FJU na minha vida foi ter um encontro com Deus. Além disso, tenho a oportunidade de falar para a juventude que o Senhor é bom e as suas misericórdias duram para sempre.  O que Ele fez na minha, Ele também pode fazer na sua.

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Biografia do cantor DOUGLAS CABRAL (FJU) 1º Parte



Começo esta entrevista como sempre, agradecendo primeiramente a Deus pelos seus benefícios e benevolências sobre a minha vida e a os meus companheiros que integram esta Banda.

 Sou Douglas Cabral, nasci na Capital do Brasil, Brasília –DF e criado na Região Administrativa do Cruzeiro, conhecido com um bairro carioca e celeiro de sambistas.
 Em 1989 através da programação de televisão, minha mãe conheceu a Igreja Universal do Reino de Deus que estabelecia suas Igrejas na cidade.  Ela trabalhava como enfermeira, infelizmente contraiu lepra conhecida, atualmente como hanseníase. Os médicos desenganaram e a afastaram do trabalho.

Uma programação de televisão chamou muita a atenção da minha mãe. Então ela observou que muitas pessoas eram curadas, entre elas, doenças que a medicina desenganava como a lepra. Assim, ela usou a fé, procurou a IURD mais próxima de casa, conquistou o seu milagre e o bem mais precioso: o Encontro com Deus.

Minha mamãe se tornou obreira.  Lembro que ela levava eu e minha irmã todos os dias para a igreja Universal. Sempre com amor, dedicação e zelo, crescemos na presença de Deus. Desde de criança, sempre gostei de música. Fui influenciado pelos meus tios que eram músicos de grandes bandas da cidade.   E a minha vontade sempre foi ser como eles.

Na época no FJU não existiam projetos culturais, esportivos e outros como existem hoje. Por isso, quando me reúno com o pessoal da Banda, friso e alerto a valorização que devemos dar ao projeto Cultura FJU.  Antes não existia projetos que apoiasse a cultura, o esporte e outros que hoje é disponibilizado na FJU e isso possibilitou que o “mundão” arrastasse e atraísse com os seus “bons pratos” que nele há.


 Aos 18 anos, me profissionalizei na música. Quando acompanhava e abria shows de vários artistas da cidade e do Brasil, eu pensava que era fácil caminhar na música secular e ser feliz, pois estava sempre arrodeado de amigos e shows.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Brasil e as manifestações


Neste domingo (12), manifestantes de todo o país fizeram protestos contra a corrupção no governo de Dilma Rousseff.  As passeatas aconteceram em mais de 200 cidades, em 24 estados e no Distrito Federal. No dia 15 de março, cerca de 4 milhões de pessoas, segundo a polícia, ou 3 milhões segundo os organizadores, protestaram em todo o Brasil.

As palavras de ordem deste domingo (12), foram as mesmas: contra a corrupção, o Governo e o PT. Os movimentos pediram a saída da presidente Dilma e o seu impeachment.

As manifestações pacíficas são legitimas. Além disso, manifestar o seu repúdio e a indignação contra todas as formas de corrupção que envergonha o nosso país e cobrar saídas para o agravamento da crise econômica fazem parte da democracia brasileira.

. Geysa Albuquerque

Blogueira e Jornalista especialista em política -  

sexta-feira, 10 de abril de 2015

13º Reunião do CONFAE


    


Na manhã desta quinta-feira (09), foi realizada a 13º Reunião do Conselho de Administração do Fundo de Apoio ao Esporte (CONFAE).  Durante a reunião foram discutidos pontos como, a possibilidade de elaboração da Lei Distrital para facilitar a entrada dos conselheiros no CONFAE e a negociação sobre a parceria para a promoção dos jogos escolares.

Participaram da reunião, a secretária adjunta do Esporte do DF, Ricarda Lima; a secretária executiva do CONFAE, Zélia Ventura; a conselheira da Secretaria de Educação do DF, Vênus Déa Vargas, a conselheira da Secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento (SEPLAN), Tatiana Barros Costa; a conselheira Carla Ribeiro representando os atletas do DF, o professor Ulisses Araújo do esporte para pessoa com deficiência; o conselheiro José Luiz Barreto da Secretaria da Fazenda DF; a conselheira Emanuela Marques do Esporte Universitário do DF  e o convidado Lincoln Luiz Fiuza.

quinta-feira, 2 de abril de 2015

GDF lança projeto de Esporte e Lazer para pessoas com deficiência


 

O GDF por meio da Secretaria de Esporte e Lazer lançou  esta semana no Palácio do Buriti o Programa de Esporte e Lazer para pessoas com deficiência. O evento contou com a presença do Governador Rodrigo Rollemberg, a secretária de Esporte, Leila Barros, o deputado Julio Cesar (PRB-DF), a secretária da Mulher e Igualdade Racial, Marize Nogueira, o Professor de Esporte e Lazer para pessoas com deficiência, Ulisses Araújo e várias pessoas e atletas deficientes.

O Governador Rodrigo Rollemberg destacou que o seu sonho é que Brasília seja um referencial de acessibilidade daqui há quatros anos. “Durante toda a minha história, procurei por meio de políticas públicas atender os deficientes da nossa cidade. Hoje me sinto honrado e declaro que o lançamento deste projeto foi o melhor evento que já aconteceu no GDF nesses três meses. Parabenizo a secretaria Leila pela sua brilhante gestão em tão pouco tempo”, disse.

A secretária de Esporte, Leila Barros, ressaltou que a sua pasta tem trabalhado para superar desafios com muita motivação. “O lançamento deste programa é um exemplo disto. Nós juntos com vários parceiros estamos lutando para melhorar a qualidade de vida da população de Brasília, inclusive das pessoas com deficiência.”

O Professor de Esporte e Lazer para pessoas com deficiência, Ulisses Araújo, acrescentou que o projeto veio se unir aos programas existentes na Secretaria de Esporte como Bolsa Atleta e Compete Brasília.  “É justamente somar o processo e fazer uma política baseada na legislação dos direitos da pessoa com deficiência, à lei orgânica e a carta técnica elaborada. O programa pretende desenvolver oficinas de órtese e prótese e o Compete Brasília destinará 20% do Fundo de Apoio ao Esporte (FAE) para a prática esportiva das pessoas com deficiência”, explicou.

quinta-feira, 19 de março de 2015

Jogos das Águas terá a participação de alunos dos Centros Olímpicos


Jogos das Águas terá a participação de alunos dos Centros Olímpicos
Evento no Parque da Cidade comemora Dia Mundial da Água, no domingo, 22

Acontece no próximo domingo (22), a partir das 8h, no estacionamento 7 do Parque da Cidade, a Corrida e Caminhada das Águas. Realizado pela Agência Reguladora de Águas (ADASA) e apoiado pela Secretaria do Esporte e Lazer, o evento faz parte das comemorações do Dia Mundial da Água e tem como objetivo alertar a população e o Governo para a urgente necessidade de preservação da água.

Paralelamente à corrida, cerca de 440 alunos, entre 12 e 15 anos, das onze unidades dos Centros Olímpicos e Paralímpicos vão participar dos Jogos das Águas. Haverá torneios nas modalidades de basquete, vôlei e futsal. As categorias respeitarão o sistema de disputa de eliminatória.  Haverá medalhas para o 1º, 2º e 3º colocados. Os demais receberão medalhas de participação e colete que será usado na disputa dos jogos.

A parceria entre a Adasa e a Secretaria do Esporte e Lazer, nos Jogos das Águas, visa proporcionar aos alunos um momento de esporte, a conscientização da sustentabilidade, meio ambiente e a confraternização entre os participantes do evento.

Dia Mundial da Água - Este ano, o Dia Mundial da Água, marca o fechamento da Década Internacional para a ação “Água, fonte de vida”, proclamada por meio de resolução pela Assembleia Geral das Nações Unidas (AGNU), em 2005.

Na resolução constam objetivos acordados internacionalmente sobre questões ligadas à água contidos na Agenda 21 e nos Objetivos do Milênio das Nações Unidas.

Serviço:
Jogos das Águas
Data: 22/03/2015
Hora: 8h às 12h
Local: Parque da Cidade - estacionamento 7 

Últimas