sexta-feira, 14 de novembro de 2014

A educação no Brasil é preocupante




A qualidade da educação no Brasil continua distante para a grande maioria dos brasileiros. A baixa qualidade de ensino compromete as possibilidades e os potenciais do Brasil, pois prejudica todos os setores produtivos. A qualificação da mão de obra é fundamental para que se consiga aumentar a produtividade e, como consequência, a competitividade dos produtos brasileiros.

Ao analisar a capacidade de se expressar minimamente por meio da modalidade escrita do português, bem como ler e compreender um texto, o Brasil é um país com significativo número de analfabetos funcionais.

De acordo com o Movimento Todos pela Educação, há aproximadamente 14 milhões de analfabetos absolutos e pouco mais de 35 milhões de analfabetos funcionais. O Censo de 2010 mostrou que uma entre quatro pessoas é analfabeta funcional, o que representa 20,3% da população. E mesmo entre os universitários, segundo o Instituto Paulo Montenegro e a ONG Ação Educativa, o analfabetismo funcional chega a 38%.


quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Professores merecem mais respeito e reconhecimento





Atualmente, a profissão de professor raramente recebe o reconhecimento pelo nobre papel que exerce diante das adversidades de toda ordem. Desde a antiguidade e há algumas décadas atrás, o mestre era considerado como uma pessoa de honra daquela época, ou seja, um transmissor de conhecimentos e o moldador da mente e caráter dos discípulos.

Recentemente no Brasil, o professor também era respeitado e contava com o apoio dos governantes. A gratidão dos pais e alunos também era considerável. Nos dias atuais, em um mundo onde a inversão de valores ocorre frequentemente o professor é agredido por alunos, questionado por pais e não amparado na medida necessária pelos governos. O resultado disso é desistência da carreira por parte da maioria dos estudantes e dos próprios profissionais.

Outro fator de desestímulo é a responsabilidade transferida pelas famílias, que talvez num distorcido entendimento atribuem ao professor a obrigação de transmitir aos alunos, valores pessoais e sociais, de noções de cidadania e até mesmo de questões de saúde.

Últimas