sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Cidades Limpas deixa o Riacho Fundo II



O Programa Cidades Limpas se despede do Riacho Fundo II e fecha os serviços com "chave de ouro", pois muitas demandas dos moradores foram atendidas. Dentre as ações destacam-se limpeza de boca de lobo, construção, remoção e sinalização de quebra-molas, tapa buracos, retirada de entulhos, nivelamento de estradas rurais e campo de futebol, poda de árvores, campanha de conscientização sobre os perigos da dengue e fiscalização em residências.

Moradores do Riacho Fundo II reagiram e agradeceram pelos serviços. A líder comunitária da QC 01, Arlinda Correia, parabenizou a operação tapa buracos. "Estou muito satisfeita com as ações dos Cidades Limpas e a atual gestão da Administração Regional, pois os pedidos estão sendo atendidos", disse.



O administrador agradeceu pelos esforços somados durante o Programa. "Parabéns pessoal, estou muito feliz com os resultados que nós alcançamos. Com certeza fechamos com "chave de ouro" o Cidades Limpas.  Agradeço a todos os envolvidos pelo excelente trabalho deixado para o Riacho Fundo II", afirmou.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Palestra sobre a importância do descarte correto do lixo



A administração  do Riacho Fundo II em parceria com a Agefis irão realizar  um curso sobre resíduos sólidos. O objetivo do encontro  é conscientizar os moradores sobre os males associados pelo descarte incorreto do lixo e a atual situação dos resíduos sólidos no DF. O  curso será ministrado pelo superintendente adjunto, Ednilson Cordeiro, da Fiscalização de Resíduos.

Evento: Palestra sobre a importância do descarte correto dos resíduos sólidos
Data: 11/08/2017
Horário: 14h30
Local: Igreja Medalha Milagrosa

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Curso de política é promovido pela Fundação Republicana Brasileira



Na manhã deste sábado (29), a Administração do Riacho Fundo II participou de curso de politica promovido pela Fundação Republicana Brasileira (FRB), que teve como palestrante o advogado Paulo Roberto Vasconsellos. O encontro aconteceu no Caub I e contou com a presença de 60 pessoas entre eles jovens e adultos.


Durante o curso, o palestrante Paulo Roberto explicou sobre sofismas,corrupção, subversão e outros temas. Foi debatido também que a subversão é usar a força do oponente sem motivo nenhum, ou seja, é a utilização de idiotas úteis como o preconceito, racismo, feminismo e etc.


Nos instantes finais da palestra, os participantes foram levados a uma reflexão para serem levados a fazer a própria diferença. "Nós acreditamos que a mudança que o Brasil precisa vai sair do eleitor e não do eleito", enfatizou o palestrante.

quinta-feira, 27 de julho de 2017

ÓRGÃOS DO GOVERNO DE BRASÍLIA TRAÇAM DIRETRIZES PARA O CIDADES LIMPAS



Na manhã desta quarta-feira (26), a administração do Riacho Fundo II participou de mais uma reunião para tratar sobre o planejamento do programa Cidades Limpas, que irá começar dia 07 de agosto. Estiveram presentes representantes da Novacap, CEB, Vigilância Sanitária, Secretaria das Cidades, Detran e SLU. O objetivo foi alinhar a metodologia de trabalho entre os órgãos envolvidos no programa Cidades Limpas.



Durante o encontro foram relatados pela Novacap quais equipamentos serão utilizados nas ações. A equipe também debateu aonde serão colocadas as placas de sinalização pelo Detran. Além disso, uma das ações pretendidas no decorrer do Cidades Limpas são: a construção dos quebra-molas, a limpeza das bocas de lobos, a retirada de veículos abandonados nas ruas, a divulgação e utilização do descarte correto do lixo, a retirada de móveis velhos e outras ações.

terça-feira, 25 de julho de 2017

Riacho Fundo II se prepara para receber o programa Cidades Limpas




Na tarde desta segunda-feira (24), a Administração do Riacho Fundo II participou de uma reunião de planejamento para o programa Cidades Limpas que irá acontecer na cidade nos dias 07 à 11 de agosto. Estiveram presentes vário órgãos do Governo de Brasília como : Secretaria das Cidades, CBMDF, Novacap, Detran, Vigilância Sanitária Ambiental, Secretária de Educação e outros. O objetivo foi debater sobre as demandas apontadas pela equipe técnica da Administração Regional.



O administrador Daniel Figueiredo ressaltou as prioridades encontrada nas ruas. "Eu fiz questão de colaborar nesse planejamento, conferindo de perto cada demanda junto com a nossa equipe técnica. Acredito que a nossa maior demanda são quebra molas. Temos quadras que não têm nenhum e nem sinalização adequada. Possuímos 500 pedidos deste tipo em toda a cidade, infelizmente está acontecendo vários acidentes nessas regiões onde falta a sinalização e quebra molas. Além disso, outra prioridade é uma iluminação pública de qualidade em alguns pontos do Caub e escolas", explicou.





Durante a reunião, os órgãos como SLU, DETRAN e outros relataram as demandas que já foram encaminhadas pela Administração e o planejamento para serem resolvidas no decorrer do programa Cidades Limpas e destacaram que após o programa irá continuar o trabalho.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Homenagem à uma grande líder



O Riacho Fundo II está de luto, perdemos uma mulher que escreveu a sua história lutando por melhorias para nossa cidade!

Arrojada, determinada, destemida e bem humorada, Dona Maria das Dores, "Maria Bocão", como era popularmente conhecida, deixou em nós uma marca que iremos guardar para sempre em nossos corações.

Sua partida inesperada nos causa uma dor imensa, sentiremos muita falta das cobranças daquela líder comunitária que morreu lutando por um Riacho Fundo II Melhor para todos! Sempre pensando no próximo e nas futuras gerações.


Que Deus console o coração dos amigos, familiares, todos os lideres comunitários e de todos que conheciam esta grande mulher!


Recebam as nossas condolências!

Administração Regional do Riacho Fundo II.

terça-feira, 18 de julho de 2017

QUARTA PRÉ-CONFERÊNCIA DO MEIO AMBIENTE FORTALECE LIDERANÇAS




A quarta pré-conferência do meio ambiente será realizada em 5 de agosto no campus do Instituto Federal de Brasília (IFB) da Estrutural, localizado na Cidade do Automóvel, das 8 às 18 horas, com o objetivo de fortalecer lideranças no debate sobre o tema. As comunidades de Águas Claras, Candangolândia, Estrutural/SCIA, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo, Riacho Fundo II e Vicente Pires poderão apresentar suas propostas para serem votadas na Conferência Distrital do Meio Ambiente

As inscrições estarão abertas a partir desta quarta-feira (19) no site da Secretaria do Meio Ambiente (Sema-DF) para a participação no dia 5 próximo.

A pré-conferência anterior foi realizada no Gama em 8 de julho e as comunidades local e de Santa Maria defenderam melhorias nos seus parques ecológicos. O secretário do Meio Ambiente, André Lima, na abertura do evento, salientou a importância dos parques, como o Ecológico Itororó, em Santa Maria, e o Ecológico do Gama. “Precisamos enfrentar os problemas dos parques ecológicos nas regiões, para tanto precisamos do apoio da sociedade para influenciar nas medidas que devem ser tomadas”, afirmou.

Já foram realizadas, antes, as pré-conferências em São Sebastião para as comunidades das bacias hidrográficas de São Bartolomeu, São Marcos e Paranoá com as comunidades do Itapoã, Jardim Botânico, Paranoá e São Sebastião. E também em Planaltina, na bacia hidrográfica do São Bartolomeu, Maranhão, Rio Preto e Rio Paranoá, com as lideranças de Fercal, Planaltina, Sobradinho e Sobradinho II. 

Em todas elas já foram eleitos 63 delegados. Os representantes vão participar da aprovação das diretrizes ambientais durante a Conferência Distrital do Meio Ambiente – Cuidando das Águas, de 24 a 26 de novembro. Todos avaliaram as cinco propostas do texto-base e apresentaram modificações ao texto original. 

Planaltina

Com o objetivo de divulgar os parques da região de Planaltina e conscientizar os jovens sobre a sua importância, estudantes de Gestão Ambiental da Universidade de Brasília (UnB) propuseram um debate sobre o assunto durante a pré-conferência, realizada em 24 de junho. Abordaram a necessidade de preservação dos parques ecológicos Lagoa Joaquim de Medeiros e Pequizeiros, ambos em Planaltina. As unidades têm a função de conservar os ecossistemas naturais locais.

Para a estudante e moradora de Planaltina, Maria Eduarda, de 19 anos, a divulgação dos parques é essencial para a cidadania ambiental e conscientização dos jovens. "A educação ambiental é importante para entrarem em contato com o tema do meio ambiente na pré-conferência, e temos que ter essa preocupação com os parques", ressalta.

O estudante de gestão ambiental e morador da região Juan Carlos acha que é preciso começar essa abordagem na infância. "Só assim conseguiremos mudar nossa cultura”.

O professor Flávio Paulo Pereira, o “Pau-Pereira”, da Escola Classe Córrego do Meio, na área rural de Planaltina, defendeu a ampliação da fiscalização dos parques como uma das principais demandas da comunidade. "Os parques sofrem com desmatamentos", avalia. A necessidade de preservação também foi abordada pela presidente do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Jane Vilas Bôas. “Temos na região de Planaltina a Estação Ecológica de Águas Emendadas (Esecae), que é um espaço fundamental para preservação, já que existem nascentes de lá que deságuam nas Cataratas do Iguaçu, o que é muito importante para a geração de energia elétrica”, ressaltou.

A gerente de Apoio à Área Rural da Administração de Planaltina, Jacilene Cirilo Alves, destacou que a preservação ambiental é prioridade para a população daquela região. “É a melhor forma de começar a recuperar o nosso bioma”, disse.

São Sebastião

O administrador de São Sebastião, Rodrigo Pradera, apontou o crescimento habitacional desordenado como a causa da degradação de áreas de preservação ambiental em São Sebastião. O administrador do Paranoá, Waldir Cordeiro, indicou que as principais preocupações ambientais no Paranoá são a preservação do Parque Vivencial e a destinação correta de resíduos.

Pradera salientou a participação dos jovens. “Quase 200 estudantes com menos de 16 anos participaram das atividades e isso é muito importante porque quando falamos de meio ambiente, os resultados são de médio a longo prazo”, afirmou. Cordeiro concordou. “O envolvimento da comunidade é muito importante principalmente visando o Fórum Mundial da Água, que será realizado em Brasília em março de 2018”.

Mais informações:


Telefone: (61) 3214 – 5611

segunda-feira, 17 de julho de 2017

ADMINISTRAÇÃO FAZ LIMPEZA, PODA E RETIRADA DE ENTULHO NAS QUADRAS



A equipe da Coordenação de Licenciamento, Obras e Manutenção está trabalhando diariamente pela população do Riacho Fundo II. Nos últimos dias, os moradores da QS 18 receberam a limpeza das bocas de lôbo, já as árvores da QN16 foram podadas e os lixos da QN15D foram retirados.

O administrador Daniel Figueiredo afirma que a Administração está a disposição para ouvir a comunidade e trabalhar em prol das melhorias. "A Coordenação de Obras está todos os dias dias nas ruas para atender as reivindicações dos moradores. Mesmo quando não existe nenhum pedido, a Administração toma a iniciativa para resolver e melhorar a cidade", disse.

POPULAÇÃO DEBATE SOBRE SEGURANÇA PÚBLICA NO RIACHO FUNDO II



A administração do Riacho Fundo II participou do Conselho de Segurança da cidade que aconteceu no Centro Fundamental 01, nessa terça-feira (11). O encontro contou com a presença da PM DF, Conselho de Saúde, Agefis, Conselho Tutelar, DER, CBMDF, Polícia Civil e outros órgãos do Governo de Brasilia.

Em resposta a demanda do mês de junho aos moradores em relação aos quebra-molas, o administrador Daniel Figueiredo explicou que está mapeado 150 quebra molas, mas as dificuldades são os equipamentos. "A administração não tem, porém estamos dialogando com outras Administrações um trabalho de parcerias para resolver o problema. Acredito que a gente consiga trazer a solução nos próximos meses", contou.

Daniel também ressaltou uma reivindicação atendida da população. "Com a construção do quebra molas na DF 480, os acidentes com vítimas reduziram muito. Nós estivemos no local juntamente com os moradores e o DER para resolver aquele problema. Felizmente já conseguimos ver os resultados. Em muitos casos, não temos competência para atuar. Sendo assim, a gente sempre encaminha as demandas para os órgãos competentes e as acompanha para serem resolvidas rapidamente.", afirmou.



Em seu discurso, o administrador ressaltou ainda os três canais de atendimento que são:o telefone 162, site da ouvidoria e o requerimento feito pelo morador na própria administração

Durante o debate, o Comandante do 28º Batalhão da PM, Major Douglas Machado, enfatizou o seu compromisso como morador do Riacho Fundo II em trabalhar com sua equipe para levar segurança para a população. "Sou morador do Riacho Fundo II, porém eu e o Comando não fazemos nada sozinhos, precisamos saber o que está acontecendo nas quadras para trabalharmos juntos. Por isso, convoco a comunidade para formar uma parceria junto com a gente!", solicitou.


ENTREGA DE ESCRITURAS EM SAMAMBAIA



Na manhã desta sexta-feira (14), 56 famílias foram contempladas com a entrega de unidades habitacionais em Samambaia, por meio do programa Habita Brasília. Desta vez, foram entregues apartamentos no Residencial Thay Marques & Gontijo, na QR 310. A administração do Riacho Fundo II esteve participando da entrega de escritura em Samambaia. Estiveram presentes o secretário de Habitação, Thiago de Andrade, o presidente da Codhab, o Governador de Brasilia, Rodrigo Rollemberg, o administrador de Samambaia, Paulo Silva e outras autoridades.



Thiago ressaltou a seriedade do governo Rollemberg. "Nós queremos um movimento habitacional sério com as cooperativas. O nosso governo também priorizou a qualidade do material que foi feito os apartamentos. Parabéns a vocês e preserve pra cuidar de fato do que é de vocês", destacou.



O Governador Rodrigo Rollemberg relatou que se tiver a oportunidade irá fazer mais e melhor por Brasília. "Nós entregamos em dois anos de governo quase 28 mil escrituras, isso significa que nenhum outro governo entrou esse número. Portanto quero parabenizar cada um de vocês e a cooperativa que contratou uma empresa séria para entregar o melhor para os moradores", disse. 



O diretor-presidente da Codhab, Gilson Paranhos, destacou a importância de parcerias do governo com cooperativas habitacionais para combater o déficit habitacional na capital do País. “As entidades sérias produzem unidades habitacionais com mais agilidade do que o governo. Essa inauguração de hoje mostra que a participação da sociedade civil, por meio das cooperativas e das associações, é muito importante.”



O empreendimento construído por meio de parceria entre o governo de Brasília e a Cooperativa Habitacional de Ceilândia atende habilitados na lista da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab) das faixas 2, 3 e 4, com renda familiar de R$ 1.600,01 até 12 salários mínimos.


Últimas